Equipamentos Necessários Para Sublimação

 Sendo bem objetivo, os equipamentos necessários para começar com sublimação são: impressora sublimática, computador e prensa térmica. Partindo do princípio que você já tenha o estabelecimento adequado.



Como você pode perceber, não é preciso dezenas de equipamento para montar o seu próprio negócio de sublimação. Agora, vamos ver um mais sobre a utilidade e o processo de aquisição dos equipamentos necessários.


O computar é bem provável que o que você possui hoje seja o suficiente para instalar e usar os softwares de edição de imagens/estampas.


Acerte na hora de comprar sua prensa térmica e impressora sublimática


Nesta hora, não recomendo economizar dinheiro comprando um equipamento pequeno e grande demais além das suas necessidades. Se nesse post você ver algum preço de equipamentos, este será apenas um referencial, podendo variar de acordo com o fornecedor


E sim, você pode optar por usar uma impressora daquelas de escritório que imprime folha A3.


Porém, se o seu negócio trabalha com camisetas totalmente sublimadas, uniforme esportivo, você certamente vai precisar de um equipamento mais robusto e consequentemente mais caro. Vai exigir, por exemplo, plotter com 90cm de boca e prensa em torno de 1 x 1 metro.


Normalmente o valor do plotter com mínimo de 90cm é R$30.000 e a prensa R$18.000.


O método ideal para acertar na compra é optar por um equipamento pequeno que seja capaz de imprimir e estampar a maior imagem possível que você trabalha.


Qual Tamanho Certo da Prensa Térmica


É importante que ela seja maior do que o campo de impressão da sua impressora. Imagina se sua impressora consegue imprimir A3 porém sua prensa é de apenas 38x38cm? Péssimo negócio.


Você deve também levar em consideração a qualidade da sua prensa térmica, que garanta fidelidade aos ajustes de pressão, temperatura e tempo durante a execução do processo de sublimação.


Tenha em mente que você estará investindo no seu negócio e logo, estará entregando um serviço de qualidade aos seus clientes que o recompensarão e muito por isso.


Logo após você montar o seu ambiente de trabalho é hora de começar a produzir. Evite ir logo sublimando em elevadas quantidades, faça primeiro os testes com pequenos produtos até ir adquirindo experiência e confiança.


Faça os seus testes comprando retalhos a baixo custo em empresas especializadas. Isso vai te ajudar a economizar bastante durante o processo de experiência.


Um bom caminho é você fazer um curso de design de estampas a fim de se tornar o expert no assunto. Melhor do que produzir em alta escala sem qualidade é focar no seu aprendizado e ir escalando aos poucos o seu negócio.


Caso você tenha interesse em fazer um curso completo de sublimação, na página inicial deste site temos um artigo completo apresentando todo o conteúdo do treinamento, que aliás é 100% online. Clique no botão INÍCIO (lá em cima) para ser redirecionado.


O conteúdo Equipamentos Necessários Para Sublimação apareceu primeiro em Curso de Sublimação Online

Como Usar o Papel Transfer

 Nesse artigo vamos conversar um pouco sobre como usar o papel transfer e quais equipamentos utilizados.



Primeiro Precisamos Definir o Que e Transfer



O Transfer é um papel que possui a propriedade de transferência, sobre o qual é usado tempo, temperatura e  pressão (impressoras jato de tinta, laser e ofoset) para a transferência de imagem para o produto a ser personalizado.


O fato é que muita gente confunde o processo transfer com sublimação.


Vamos esclarecer as coisas aqui:



No processo transfer, como mencionado acima, esse papel possui uma espécie de adesivo que é fixado na camiseta, por exemplo, por meio do tempo, temperatura e pressão da sua impressora.


No processo de sublimação, a tinta sublimatica evapora e é absolvida, penetrando completamente no produto que está sendo personalizado.


A sublimação exige o uso de uma impressora específica para efetuar o trabalho, como as jato de tinta ou plotter e não deve ser usada para impressão de produtos comuns. O transfer permite a utilização de vários modelos de impressoras diferentes e elas podem ainda serem utilizadas para outras finalidades, para impressão comum.


Ficou mais claro agora?



Na sublimação você precisa de uma impressora somente para isso e outra separada se quiser imprimir panfletos, cartões, etc. E o transfer é um trabalho mais veloz e sua impressora pode ser usada para outras finalidades.


Quais os Requisitos Para Trabalhar Com Transfer?


O primeiro passo é você comprar a sua impressora. Essa parte é simples, você pode optar pela jato de tinta, laser e offset. Isso é essencial porque o papel transfer que você vai usar é específico para cada modelo de impressora.


  • Jato de tinta: Lenta, barata.
  • Laser: Excelente em todos os aspectos, porém curso benefício elevado para muitos.
  • Offset: Ótima em impressão, porém exige que sejam feitas diversas cópias da mesma imagem, por isso é recomendada somente para indústrias.

Agora que você já optou pela sua impressora, é hora de adquirir o papel transfer. Como disse acima, você deve escolher o papel levando em consideração o modelo da sua impressora.


Outro requisito crucial é a escolha da máquina de aplicar transfer. É comum o uso de prensas planas como equipamentos de transfer e sublimação. Você vai encontra-las para tamanho A4 e A3, a depender do tamanho da imagem que você vai transferir. O valor das prensas planas modelo tudo em 1(pode usar para transfer e sublimação) variam de R$800 a mais de R$2.000.


Na outra ponta você vai encontrar a prensa para caneca, cujo custo gira em torno de R$300, com a diferença que só pode usa-la para objetos cilíndricos. E a prensa 8 em 1 já atende tais objetos também.


Se você vai entrar para o mercado de transfer ou sublimação, obviamente você vai presisar dos produtos para prensar. Em se tratando de transfer, praticamente todo material é capaz de ser prensado. No mercado encontramos papel transfer para partes escuras em contraste com o branco necessário.


Ao contrário do processo de sublimação, diversos produtos não têm “entradas” para a tinta penetrar no substrato, precisando estes ser tratados usando verniz adequado antes de serem sublimados.


Em ambos os casos você vai encontrar facilmente os materiais necessário para você realizar o seu trabalho.


Em Dúvida se Trabalha ou Não Com Transfer?


Muito provavelmente você já tomou um chá em uma canexa/xícara personalizada por meio de transfer ou sublimação. Você já deve ter visto dezenas de camisetas que foram personalizadas usando um destes métodos. Sem contar a onde de chinelos personalizados, mousepad, boné, canetas e mais uma infinidade de produtos. Basta criatividade.


Na página inicial do site temos um artigo completo sobre o curso de sublimação da heloart com 92 aulas completas. Confira agora clicando no botão INÍCIO lá em cima.


O conteúdo Como Usar o Papel Transfer apareceu primeiro em Curso de Sublimação Online.

O Que é Tinta Sublimatica

 Você vai encontrar 3 modelos de tintas no mercado pra você usar na usa na sua impressora jato de tinta.



Neste post vamos ver informações básicas, entretanto essenciais para você que está iniciando agora ou está indeciso  a respeito de qual tinta você deve usar.  Vamos lá!


Primeira – Tinta Corante



Vamos começar o post falando a sobre tinta mais comum que veremos aqui. A tinta corante tem um estado aquoso, sendo ligeiramente reconhecido devido a corante amarelo, que chega lembrar a gasolina.


De antemão, acho importante você ficar ciente que NÃO  é recomendado (melhor, jamais) usar a tinta corante para impressão no papel transfer.


Devido o seu baixo custo, a tinta corante não agrega valor a sua arte final, sendo recomendada apenas para trabalhos simples, por exemplo, impressão para capas de CD e DVD.


A razão pela qual não usar a tinta corante em papel transfer é: ela não resiste a água, ou seja, se cair uma gotinha de alguma sobre o uma impressão feita em papel comum, ela vai borrar toda.


Segunda – Tinta Pigmentada


Agora já estamos falando de uma tinta que é um nível bem superior em comparação a tinta corante, a começar pela sua cor e aspecto leitoso, tonando impossível qualquer confusão entre ambas.


Por outro lado, a tinta pigmentada é bem parecida com a tinta sublimatica, logo, ela também exige muito cuidado da sua parte no processo de aquisição.


Por isso é MUITO IMPORTANTE que você verifique cuidadosamente o rótulo do frasco de tinta da sua impressora quando for realizar o abastecimento, para não correr o risco de usar uma tinta inadequada.


A tinta pigmenta você pode usar tranquilamente para artes que envolvam o transfer, embora seja uma tinta paralela. Por que nesse caso, o especial é o papel transfer.


Um breve resumo: Esse modelo de papel tem recursos de transferência, de forma que sua película termo colante se solte da base do papel e fixe na camiseta, por exemplo, quando você aplica Tempo, Temperatura e Pressão.


Vale mencionar também que ela é a prova de água e pode ser usada em impressoras de escritório, por ser uma tinta convencional. Entretanto o seu custo benefício é superior ao da tinta corante que vimos anteriormente.


Terceira – Tinta Sublimatica


De imediato você percebe grande semelhança entre a tinta pigmentada e a tinta sublimatica, porém, após uma “espiada” mais minuciosa logo você já consegue perceber que o amarelo se destaca mais que o amarelo da “gema de ovo” da tinta pigmentada.


Novamente: Coloque sempre a tinta original no frasco e confirme o rótulo antes de abastecer a sua impressora.


Agora sim estamos falando de uma tinta especial dentre aas 3 que mencionei aqui. A tinta sublimatica você vai usar somente para impressão no papel sublimatico e para aplicar na sua prensa térmica, ok?!


Essa não é uma tinta convencional e seu custo benefício é mais elevado em relação as 2 tintas mencionadas acima.


No Brasil a Epson é campeã no uso  de seus equipamentos para sublimação, entretanto a tinta sublimatica não é encontrada “em cada esquina”.


Temos basicamente 2 opções:

Tinta sublimática com tecnologia (Sawgrass, EPSON e Manoukian por exemplo) as quais tem controle de metais pesados como chumbo, fluidez na cabeça de impressão evitando entupimentos, pigmentos que geram cores vivas e a tinta sublimatica (tintas chinesas) sem essas tecnologias agora mencionadas


Na página inicial do site temos um artigo completo sobre o curso de sublimação da heloart com 92 aulas completas. Confira agora clicando no botão INÍCIO lá em cima.


O conteúdo O Que é Tinta Sublimatica apareceu primeiro em Curso de Sublimação Online

Como Fazer Sublimação em Algodão

Primeiro vamos deixar bem claro que sublimação não é transfer, ok? Mais abaixo vamos discutir um pouco sobre isso.



É fato que o mercado de personalização de produtos está ficando cada vez mais competitivo e profissional. E isso é ótimo. É comum surgir dúvidas como:


  • Sublimação é o mesmo que transfer?
  • É possível sublimar direto em tecido de algodão?

Saber distinguir sublimação de transfer certamente será uma tarefa fácil para você que já atua neste mercado, porém é uma dúvida recorrente para você que está começando agora. E tudo bem, é super normal!


tecnologia transfer se tornou bastante conhecida pelo fato da existência de produtos extremamente acessíveis, que são: Transfer Dark e Transfer Light da Bright.


Esses produtos você encontra em várias papelarias e pode imprimir usando tintas convencionais das impressoras de escritório/casa.


A verdade é que o resultado final das camisas personalizadas usando transfer não é nada satisfatório.


Mas Então Qual a Diferença Entre Transfer e Sublimação?


O processo em que a tinta passa do seu estado sólido (impressa no papel) para gasoso sem passar pelo estado líquido é conhecido como sublimação.


Personalizamos um produto por meio desse processo no momento em que usamos Tempo, Temperatura e Pressão.


Pra você trabalhar com a sublimação, onde a tinta se destaca por ser especial, vale lembrar que é necessário usar produtos específicos para conseguir realizar as suas estampas.


Os tecidos necessitam ser sintéticos, por exemplo, o poliéster ao contrário das canecas, que para serem personalizadas precisam ganhar um tratamento especial com uma resina que possibilita a tinta, em estado gasoso “fixe” na louça da caneca.


Por sua vez, o transfer (onde o papel é que é especial) usa tinta convencional e o tecido você decide ao seu gosto.


No transfer, ele “fixa” na camiseta no momento em que você aplica tempo, temperatura e pressão.


É possível encontrar no mercado vários transfers específicos para algodão, entretanto não posso garantir o tempo de sua durabilidade.


Normalmente, a maioria tema a sua duração inferior a 10 lavagens.


Algo pra jamais esquecer: acrílico é impossível de ser sublimado. Eles podem ser personalizados por meio de transfer laser e não usando sublimação.


Sublimando Tecido de Algodão


É preciso cautela para falar sobre este assunto, uma vez que o processo de sublimação não acontece diretamente no algodão. Há métodos que você pode usar afim de obter um acabamento mais fiel a sua arte e com alta durabilidade, como por exemplo, o OBM, Filmes de recorte e Impressão.


Certamente, se você pesquisar, irá encontrar soluções “incríveis” de como estampar tecidos de algodão usando a sublimação, porém, fique atento.


Algumas dessas soluções podem até comprometer a sua saúde  e de seus clientes, devido aos produtos utilizados.


Caso queira enveredar por esse caminho, recomendo que busque no Google pela Fremplast.


Caso você decida testar tal produto, solicite ao vendedor o certificado de segurança tóxica. Sua saúde em primeiro lugar.


Na página inicial desse site, tem um artigo completo sobre o melhor curso de sublimação online com 92 aulas completas. Clique no botão Início para ser redirecionado.


Obrigado!


O conteúdo Como Fazer Sublimação Em Algodão apareceu primeiro em Curso de Sublimação Online https://cursodesublimacaoonline.com

Diferença Entre DTG e Serigrafia

 No mercado, e é bom que seja assim, você sempre vai encontrar diversas soluções para imprimir camisetas, tendo cada uma delas os seus prós e contras.



Dentre essas soluções disponíveis, quero destacar a estamparia digital direta – Direct to Garment ou simplesmente DTG e a serigráfica, por vezes chamada também de Silk Screen, que nada mais é do que a impressão com telas.


O Que é Serigrafia


A serigrafia pode ser usado para projetos simplificados, que possuam cor sólida, cuja a produção em escala seja de um modelo padronizado, por exemplos, uniformes esportivos, camisetas de brindes promocionais, entre outros.


Na serigrafia, a tinta é puxada para cima do tecido usando um rodo ou qualquer outro equipamento que permita movimentar a tinta de um lado para o outro.


Provavelmente você já deve ter percebido que a serigrafia se resume num trabalho muito artesanal e até manual, onde somente uma cor deve ser aplicada por vez. Isso exige o uso de diversas telas ou então gabarito para aplicar outras cores.


O Que é Estampara Digital Direta (DTG)


Como exposto acima, DTG é o acrônimo para Direct to Garment. É um processo onde utiliza uma impressora específica jato de tinta para aplicar a tinta sobre o tecido que está sendo personalizado. Aqui, se usa tinta a base d’água, uma vez que possuem propriedades que permitem a sua absolvição total pela camiseta.


A tecnologia de estamparia digital possibilita que seja impressa imagens bem trabalhadas, com elevada concentração de diferentes cores, permitindo a personalização adequada e de qualidade do produto final. Além disso, usando o método GTG você será perfeitamente capaz de atender clientes que façam pedidos menores.


Vantagens e Desvantagens


Como você pode perceber, a solução oferecida pela estamparia digital direta (DTG) difere e muito do método da serigrafia. Em relação a maneira de estampar deve ser baseada no design almejado para a arte final bem como a quantidade que será produzida.


Como você pode perceber, a solução oferecida pela estamparia digital direta (DTG) difere e muito do método da serigrafia. Em relação a maneira de estampar deve ser baseada no design almejado para a arte final bem como a quantidade que será produzida.


Vantagens de Trabalhar Com Serigrafia



  • Baixo custo-benefício na hora de imprimir;
  • Ótima para trabalhos simples;
  • Capital médio para começar;

Desvantagens


  • Permite uso de poucas cores;
  • Somente um design por log
  • Investimento para diversas cores pode não valer a pena

Vantagens de Trabalhar Com DTG

  • Você pode usar diversas cores;
  • Caprichar nos detalhes de impressão;
  • Custo-benefício alto para começar;
  • Excelente para pedidos menores

Desvantagens

  • Custo financeiro diminui ao trabalhar com lotes maiores;
  • Tem limite na colocação de desgin
  • Tem limite nos modelos de produtos e substratos que possam ser impressos;

Qual escolher, DTG ou Serigrafia?


Essa resposta é bem subjetiva, isso porque vai de acordo com as necessidades e objetivos de cada empreendedor. Até porque há outras soluções no mercado além de serigrafia e DTG bem como várias maneiras de estampar, por exemplo, sublimação, transfer, entre outros. E cada um desses métodos possuem as suas próprias peculiaridades que devem ser analisadas antes de você fazer a sua escolha.


Resumindo, acho que o ideal é você ter um conhecimento intermediário de todas as soluções disponíveis para estamparia e realizar a sua escolha de qual técnica aplicar com base nas exigências do seu cliente. É isso!

Caso você tenha interesse em fazer um curso completo de design de estampas, na página inicial deste site temos um artigo completo apresentando todo o conteúdo do treinamento, que aliás é 100% online. Clique no botão INÍCIO (lá em cima) para ser redirecionado.


O conteúdo Diferença Entre DTG e Serigrafia apareceu primeiro em Curso de Sublimação Online

Estamparia Digital Com Máquina Pequena

O fabricante Brother marca muito famosa no mercado de impressoras possui modelos específicos de máquinas de estamparia digital pequena. Vale ressaltar que a Brother fabrica também os seus cartuchos de tinta e cabeça de impressão.



Você pode encontrar 2 modelos de máquinas de estamparia digital são da linha GT.


  • GT-341: faz impressão das 4 cores CMKY.
  • GT-361: faz impressão das 4 cores CMKY + 2 cartuchos de branco.
  • GT-381: faz impressão das 4 cores CMKY + 4 cartuchos de branco.

O modelo GT-341 é indicado apenas para impressão em fundo branco, enquanto GT-361 e GT-381 permitem faz fundo branco, isso porque ela tem suporte para 4 cartuchos de cor branca.


Os modelos de impressoras DTG de estamparia digital GT-3 possui design


Todas as linhas de máquinas DTG de estamparia digital GT-3 tem design pequeno, tem também resolução de 1200 x 1200 dpi, com cabeça de impressão única relativa a cada cartucho com tinta, permitindo impressão em vários tipos de materiais,.


É importante você não confundir máquina para sublimação com as DTG.


Impressoras Para TransferSe você quer começar com pouco investimento, esta é uma boa opção para iniciar o seu empreendimento. Tudo que você necessita é adquirir a prensa térmica, papel transfer e os produtos que você deseja personalizar.

Vantagens

  • Pode começar tendo baixa experiência;
  • É possível adquirir transfer em vários comerciantes;
  • Pode fazer estampas em vários modelos de tecidos e malhas em várias cores diferentes;
  • Investimento para começar é baixo;

Desvantagens

  • Impossível fazer estampas personalizadas;
  • Pode haver, no mercado, produtos idênticos aos seus;
  • O resultado da arte final com transfer pode não ser boa, principalmente depois de lavar a estampa começa a trincar.

Combinando Impressora Sublimática Com Prensa Térmica

Mesmo tendo uma boa qualidade para estampar produtos, ela tem um preço bastante atraente. O investimento na prensa térmica é o mesmo, entretanto necessita investir outros mil pra adquirir uma excelente impressora com suporte bulk onde você vai abastecer com tintas sublimáticas.

A vantagem aqui é a possibilidade de criar a sua própria arte, diferenciando e muito da concorrência. É uma solução robusta em comparação a anterior, só que também exige mais experiência com Corel Draw, Photoshop e Illustrator.

Vantagens

  • Pode fazer estampas em vários modelos;
  • Investimento menor criando suas próprias artes ao invés de adquirir transfers já feitos;

Desvantagens

  • Investimento mais elevado;
  • Conhecimento em software para edição e criação de estampas;
  • Pano escuro e malha não tem um resultado final muito legal;
  • Ideal para tecidos com cerca de 90% poliéster.
  • Você precisa investir um pouco mais de dinheiro;

Caso você tenha interesse em fazer um curso completo de design de estampas, na página inicial deste site temos um artigo completo apresentando todo o conteúdo do treinamento, que alias é 100% online. Clique no botão INÍCIO (lá em cima) para ser redirecionado.

O conteúdo Estamparia Digital Com Máquina Pequena apareceu primeiro em Curso de Sublimação Online.

Softwares e Dicas de Como Criar Estampas

 Neste post você vai encontrar bastantes dicas legais para aplicar no seu negócio. Vamos começar com os softwares para criar estampas personalizadas. É importante que você aguce a sua criatividade, procurando sempre criar imagens diferenciada e única.



CorelDraw:  Simples de utilizar e mesmo que você esteja começando agora vai se adaptar rapidamente com este programa de edição de imagens. Outra característica é sua leveza, isto é, dispensa a necessidade de um computador robusto e dispõe de várias ferramentas avançadas para fazer layout, ilustração e recorte de imagens.


Photoshop:  Este sem dúvidas é o programa para edição de imagens mais conhecido atualmente. Sua interface é bem estruturada e simples de editar, dispensando a necessidade de ser um expert para começar. Indicado para você que possui diversas imagens para editar e tem tecnologia 3D.


Illustrator: Muito usado para criação de vetorial devido a sua possibilidade robusta para tratamento de imagens. Tem centenas de recursos e ferramentas bem desenvolvidas além de compatibilidade com diversos modelos de arquivos. Ao contrário dos 2 anteriores, este exigem um pouco mais de conhecimento em criação e edição de imagens.


Linkscape: Este software para edição de imagens é grátis e permanece sempre em desenvolvimento por vários colaboradores ao redor do planeta. Permite criação de objetos tridimensionais, pode fazer preenchimento degrade e as imagens feitas no linkscape você pode redimensiona-la sem perder a qualidade da arte.


Onde Aplicar Suas Estampas

Após criar suas imagens em um dos softwares mencionados acima, é o momento de fazer aplicação.


 Transfer através da sublimação – essa técnica consiste na impressão de uma imagem que possui inúmeros detalhes, muito recomendada para todos. Outro detalhe importante é que fazendo várias ou poucas peças por meio da sublimação o valor é quase o mesmo.


Linha Power Film – essa técnica é com uso de filmes de recorte e impressão. Trata-se de um filme para plotters de recorte e impressão elaborados ora ser enviado por termo transferência aos tecidos a serem personalizados. Muito recomendado para estampar marcas tendo menor investimento possível.


Mesclando as Duas Soluções

Isso vai permitir um resultado fabuloso a sua arte final. Na sublimação a imagem é transferida ao papel sublimático com o uso de uma prensa térmica. Isso ocorre quando você aplica tempo, pressão e temperatura, fazendo com que a tinta evapora e entra na fibra do tecido, causando a fixação da tinta no produto.


Os filmes para tecidos já sublimados parecem um vinil, que é enviado ao produto usando a prensa térmica. Pode ser o Powe FIlm Block ou Sport Film Print Block que você já os recebe preparados para personalizar a sua arte.


Caso você tenha interesse em fazer um curso completo de design de estampas, na página inicial deste site temos um artigo completo apresentando todo o conteúdo do treinamento, que alias é 100% online. Clique no botão INÍCIO (lá em cima) para ser redirecionado.


O conteúdo Softwares e Dicas de Como Criar Estampas apareceu primeiro em Curso de Sublimação Online.

Review TMT BRASIL - Filmes Recorte

Conheci o pessoal do curso de sublimação online  no evento da  TMT  ( TheMagicTouch ) durante um acontecimento em Salvador – BA,  Expo ...